quinta-feira, 24 de abril de 2008

O fusca cor-de-rosa


Era um fusca cor-de-rosa.
Nada de mais, apenas um fusca. Um fusca dor-de-rosa.
Foi encontrado no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro.
O estofado era branco, assim como a direção.
E as janelas eram pequenininhas.
No mais, era um só fusca.
Só que um fusca cor-de-rosa.
Era um fusca cor-de-rosa.
E o que tinha de tão especial este fusca cor-de-rosa?
Bem...
Ele era cor-de-rosa.
Ora, era um fusca cor-de-rosa!

5 comentários:

Tati disse...

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

Tati disse...

Capaz de um dia alguém ler este seu texto e dizer "OOOOOHHHHH!!!!!", e aí ele vai parar em todas as revistas e jornais e vai ser ensinado em sala de aula e pedido no vestibular...

Mas para você, era nada além de um fusca cor-de-rosa.

elfen_queen disse...

que pheeno!

Mari L.ee Jones disse...

xis!

Tati disse...

Abandonaste?